Assine nosso informativo semanal

Contatos das Assessorias de Imprensa

FSB ComunicaçõesNacional
Angelita Gonçalves
Tel.: (11) 3165 9747
Cindy Correa
Tel.: (11) 3165 9570
Paula Barcellos
Tel.: (11) 3165 9589
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Kamilla Barboza
Tel.: (12) 3939 2699
(12) 99188 7437
Performa ComunicaçãoMS
Kamilla Barboza
Tel.: (12) 3939 2699
(12) 99188 7437
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092

Atualizado em 15.08.2013

Mídia | Releases

21.02.13 - Em workshop, Fibria debate sobre silvipastoril

Com presença de representantes da Embrapa e Emater, produtores e colaboradores de todas as Unidades Florestais, Fibria realiza WS interno sobre as interações entre gado e floresta.

Debate sobre silvipastorilTrês Lagoas (MS) – Com o intuito de valorizar o compromisso de adotar as melhores práticas socioambientais, a Fibria, unidade Três Lagoas, recebeu profissionais de todo o Brasil para debater o tema silvipastoril, durante o Workshop Gado e Floresta.

O consórcio silvipastoril é a integração pecuária e floresta, e consiste na diversificação das atividades de pecuária e silvicultura dentro de uma mesma propriedade realizada simultaneamente.

Diferente das florestas tradicionais de silvicultura, no consórcio gado e floresta os eucaliptos são plantados em poucas fileiras com espaçamento que contemple a pastagem do gado. O número de fileira dos eucaliptos e a distância entre uma plantação e outra depende do estudo técnico realizado pelo produtor.

A prática foi implantada há sete anos na Fazenda Santa Virgínia, localizada no perímetro de Bataguassu, e o gerente administrativo, José Albino Zacarin, que foi um dos palestrantes do evento, aprova os resultados e incentiva o consórcio silvipastoril. “Ao realizar a prática de gado e floresta, o pecuarista terá uma renda extra com a venda da madeira e isso não irá interferir na qualidade do gado. Esta é uma pratica que recomendo não só para os grandes produtores, mas também para a agricultura familiar”.

Debate sobre silvipastorilPara Zacarin a prática não é tão comum devido ao receio de alguns produtores. “Algumas pessoas ainda possuem muitas dúvidas sobre a plantação de florestas, mas não precisa ter medo e essa iniciativa da Fibria, em abordar o assunto, é muito importante, pois comprova que a prática é viável e junto a um estudo técnico o retorno é garantido”.

Segundo Fausto Camargo, gerente de Sustentabilidade da Fibria, a região possui uma forte cultura pecuária e a prática silvipastoril agrega mais rentabilidade e responsabilidade socioambiental as propriedades rurais. “O perímetro de Três Lagoas e região é favorável para a pecuária e os produtores também podem optar pelo plantio de florestas sem interferir na criação de gado”.

Dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), comprovam que o consórcio gado e floresta, estudado a partir de práticas no sul do país, é possível tanto para a cultura de bovinos quanto ovinos. “Tanto o animal quanto as árvores demostraram bom desempenho e o produtor ao optar pelo consórcio também contribui para o meio ambiente, pois onde há a presença de floresta o controle do carbono permanece estável”.

Após apresentar os resultados constatados pela Embrapa, Silva destacou a importância da Fibria em promover o evento. “Esta iniciativa é uma ótima oportunidade para discutir pontos técnicos e proporcionar a possibilidade de crescimento e desenvolvimento para a população, e consequentemente da região como um todo”.

<< VOLTAR