Fibria News

Contatos das Assessorias de Imprensa

Fleishman HillardNacional
Andrea Donadio
Tel.: (11) 3185 9934
Daniele Camba
Tel.: (11) 3185 9939
Célia Nogueira
Tel.: (11) 3185 9923
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Luciana Navarro
Tel.: (67) 3522 9838
(12) 99679 8423
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205
Performa ComunicaçãoMS
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092
Laila Rebecca
Tel.: (12) 99679 8331
(67) 3522 9838
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205

Atualizado em 17.09.2015

MídiaReleases

17 de setembro de 2015 - Programa Colmeias da Fibria traz avanços para a região de Capão Bonito

Criação de Comitê Gestor e treinamento para certificações orgânicas visam melhorias para a comercialização dos produtos

Capão Bonito, 16 de setembro de 2015 – O Programa Colmeias tem aprimorado cada vez mais suas atividades e traz para os apicultores de Capão Bonito inovações que visam melhorar o acesso ao mercado e, consequentemente, aumentar a comercialização dos produtos.

O primeiro avanço foi a criação de um Comitê Gestor, que reúne representantes das associações AAPICAB (Capão Bonito), AAMI (Itapeva), APIS (Itapetininga), AAPC (Itatinga), Alumel (Alumínio) e AAPISC (Santa Cruz do Rio Pardo), além de profissionais da Fibria, Sebrae-SP e Zapata Consultoria.

O objetivo é que, juntas, essas associações consigam impulsionar a comercialização de seus produtos e aumentar ainda mais a produtividade que, atualmente, corresponde a cerca de 30% (1500 toneladas) da produção de mel da florada de eucalipto de todo o Estado de São Paulo.

“Realizamos um encontro regional de apicultura e debatemos diversos pontos de melhoria para as associações. Foi então que optaram por trabalhar em coletividade e integralizar a produção das associações a fim de aumentar a margem de lucro e fortalecer o setor no mercado”, afirma Israel Batista Gabriel, consultor de Sustentabilidade da Fibria. Ainda de acordo com o consultor, o comitê pretende, já para esta safra – setembro e outubro -, vender 100% dos produtos coletivamente.

 As associações também têm o apoio do Sebrae-SP, por meio do Programa Alimento Seguro para o mercado de mel. “A criação do comitê foi uma iniciativa muito importante, capaz de agregar volume e lucro à produção dos apicultores da região. Além disso, a partir dessa ação, os apicultores poderão fazer compras conjuntas e melhorar toda a cadeia de produção, adotando inclusive uma visão empresarial para a gestão do seu negócio”, afirma André Salco, consultor de Agronegócios do Sebrae-SP, no Sudoeste Paulista

Outra novidade é a parceria do IBD (Instituto Bio-Dinâmico) com a Fibria para o treinamento de representantes do programa Colmeias, a fim de credenciá-los para que passem a contribuir no processo de certificações orgânicas, auxiliando nas auditorias internas e permitindo o acesso da agricultura familiar a essas certificações de forma mais fácil e com custos menores.

“Atualmente, um dos empasses que produtores rurais e apicultores enfrentam é a dificuldade em conseguir certificar seus produtos devido ao alto custo das certificações orgânicas. A parceria da Fibria com o IBD proporciona a inclusão dessas famílias que sobrevivem da agricultura familiar e contribui para pesquisas de melhorias nos processos abrindo caminho para o mercado nacional e internacional”, afirma Israel Batista.

As certificações orgânicas asseguram ao consumidor que o produto obedece às normas e práticas da produção orgânica, estipuladas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Além disso, no Brasil existe o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, o qual só é possível fazer parte se tiver a certificação.

 

PDRT

Além do Programa Colmeias, representantes do PDRT (Programa de Desenvolvimento Rural Territorial) também participaram dos treinamentos do IBD e vão poder auxiliar nas auditorias dos produtores rurais associados.

O PDRT e o Colmeias são desenvolvidos pela Fibria com o objetivo de fomentar a agricultura familiar e apresenta como meta de longo prazo, tornar 70% dos projetos de geração de renda apoiados pela empresa autossustentáveis. Apenas na região de Capão Bonito são mais de 500 famílias beneficiadas pelos programas.

 

<< VOLTAR