Fibria News

Contatos das Assessorias de Imprensa

Fleishman HillardNacional
Andrea Donadio
Tel.: (11) 3185 9934
Daniele Camba
Tel.: (11) 3185 9939
Célia Nogueira
Tel.: (11) 3185 9923
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Luciana Navarro
Tel.: (67) 3522 9838
(12) 99679 8423
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205
Performa ComunicaçãoMS
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092
Laila Rebecca
Tel.: (12) 99679 8331
(67) 3522 9838
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205

Atualizado em 26.10.2015

MídiaReleases

26 de outubro de 2015 - Portocel registra recorde mundial de produtividade na operação de celulose

sagrilo-imprensaTerminal Especializado de Barra do Riacho (ES), fruto de sociedade entre Fibria e Cenibra, é referência global na movimentação desse tipo de carga

 Aracruz (ES) – O Portocel, terminal especializado na movimentação de produtos florestais e que é controlado pela Fibria (51%) e Cenibra (49%), estabeleceu no início de outubro uma nova marca mundial de produtividade na movimentação de celulose. O porto registrou, às 7h25 do dia 1º de outubro, a marca de 37.168 toneladas embarcadas em 24 horas. O recorde anterior, também de Portocel, era de 37.044 toneladas.

A marca foi alcançada na operação do navio Halophyla e consolida a posição de Portocel como o porto mais eficiente do mundo na movimentação de celulose, segundo observa Patricia Dutra Lascosque, diretora-superintendente do terminal.

Localizado em Barra do Riacho (Aracruz), Portocel tem capacidade para embarcar, em média, 24 mil toneladas/dia de celulose por navio, volume superior aos portos de Baltimore (Estados Unidos) e Flushing (Holanda), por exemplo, que estão entre os melhores do mundo e movimentam, respectivamente, 16 mil e 18 mil t/dia do produto.

O recorde foi alcançado com a operação simultânea de quatro ternos, com quatro operadores cada (próprios e avulsos), o que foi um avanço já que o recorde anterior foi batido com cinco operadores por terno e maior número de equipamentos em operação. “O recorde foi resultado de uma operação normal do dia a dia graças às ações de melhoria de performance implementadas em Portocel”, disse Patricia Lascosque.

Ela também destaca que a nova marca alcançada deve-se à cultura de alto desempenho da empresa, aliada ao comprometimento das equipes e aos valores de Portocel: excelência, pragmatismo, aliança, senso de dono, diálogo aberto, meritocracia e cultivo de talentos.

Patrícia observou ainda que Portocel, por onde são embarcadas cerca de 70% da celulose que o Brasil exporta, tem o menor custo operacional do país e, no Espírito Santo, responde por cerca de 30% das requisições de trabalhadores avulsos junto ao Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária (Ogmo-ES).

 

<< VOLTAR