Fibria News

Contatos das Assessorias de Imprensa

Fleishman HillardNacional
Andrea Donadio
Tel.: (11) 3185 9934
Daniele Camba
Tel.: (11) 3185 9939
Célia Nogueira
Tel.: (11) 3185 9923
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Luciana Navarro
Tel.: (67) 3522 9838
(12) 99679 8423
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205
Performa ComunicaçãoMS
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092
Laila Rebecca
Tel.: (12) 99679 8331
(67) 3522 9838
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205

Atualizado em 06.08.2015

MídiaReleases

5 de agosto de 2015 - Manutenção de fábricas da Fibria mobiliza cerca de 1.800 trabalhadores

fibria85 empresas participam da operação, que começou no domingo (2) vai até 19 de agosto

Aracruz (ES) – A Fibria iniciou no domingo (2/8) a Parada Geral para manutenção de duas das três fábricas que integram o seu complexo industrial, em Aracruz (ES). A Parada Geral é uma ação estratégica de manutenção preventiva para assegurar a integridade e a disponibilidade dos equipamentos da Fibria, maior produtora mundial de celulose de eucalipto e reconhecida pela excelência operacional. A operação é realizada sequencialmente nas fábricas “B”, no período de 2 a 10 de agosto, e “A”, entre os dias 11 e 19 de agosto. A parada mobiliza aproximadamente 1.800 trabalhadores de 85 diferentes empresas.

A Parada Geral absorve o serviço de empresas especializadas nesse tipo de trabalho. Entre as envolvidas na operação, 65 são capixabas e, destas, 75% são da região de Aracruz, onde fica a unidade industrial da Fibria. Boa parte dos especialistas que atuam na parada geral são profissionais que conhecem o serviço e sempre são recrutados para a tarefa, o que contribui para os bons resultados.

Aureo Machado Neto, gerente de Manutenção Industrial da Fibria, destaca que a Parada Geral é uma atividade de grandes números: muitos trabalhadores, muitas ordens de serviço a serem executadas e equipamentos grandiosos. “Trabalhar com equipes especializadas é fundamental para que tudo aconteça conforme planejado. O desempenho das últimas paradas mostram que a Fibria vem conseguindo resultados cada vez melhores”, observa ele.

O coordenador de Parada Geral da Fibria, Kilder Sagrillo, enfatiza que a preparação da operação envolve muito planejamento. Ele destaca que, além da eficiência operacional dos serviços, a operação demanda atenção especial na área de segurança do trabalho, em função do grande efetivo atuando em área de risco. A Fibria realiza ações preventivas sobre o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além de campanhas de percepção de riscos e inspeções nas frentes de trabalho, a fim de preservar a segurança dos trabalhadores que atuam na parada.

Entre as principais atividades a serem executadas nessa manutenção preventiva está a substituição da virola do forno de cal da fábrica “B”, que terá duração de 15 dias. A virola é uma espécie de anel que funciona como base de apoio para o movimento giratório do forno de cal,  equipamento que transforma carbonato de cálcio em cal virgem, usado no processo de produção. A virola é uma peça de dimensões significativas (5,5 metro de comprimento por 4 metros de diâmetro. A peça veio de São Paulo e seu transporte até a Fibria exigiu operação especial de transporte.

Outra operação relevante da parada geral é a troca do lavador de gases da caldeira de recuperação “A”, que amplia a eficiência do sistema, resultando em ganhos ambientais. O equipamento, importado da Finlândia, foi montado previamente e será interligado durante a Parada Geral, em Aracruz (ES).

<< VOLTAR