Contatos das Assessorias de Imprensa

Fleishman HillardNacional
Andrea Donadio
Tel.: (11) 3185 9934
Daniele Camba
Tel.: (11) 3185 9939
Célia Nogueira
Tel.: (11) 3185 9923
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Luciana Navarro
Tel.: (67) 3522 9838
(12) 99679 8423
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205
Performa ComunicaçãoMS
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092
Laila Rebecca
Tel.: (12) 99679 8331
(67) 3522 9838
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205

Atualizado em 30.10.2015

MídiaReleases

30 de outubro de 2015 - Fibria lança pedra fundamental do Projeto Horizonte 2, que irá mais que dobrar a capacidade da sua unidade de Três Lagoas (MS)

  • Com investimento de R$ 7,7 bilhões, obras já estão em andamento
  • Ao longo de todo o projeto, serão criados 40 mil empregos diretos e indiretos
  • A nova linha de produção deverá entrar em operação no último trimestre de 2017
  • A Unidade da Fibria em Três Lagoas passará a ter uma capacidade total de produção de 3,05 milhões de toneladas de celulose por ano

 

Três Lagoas (MS), 30 de outubro de 2015 – A Fibria, empresa brasileira de base florestal e líder mundial na produção de celulose de eucalipto, realiza hoje o lançamento da pedra fundamental do Projeto Horizonte 2, que irá ampliar a capacidade de produção de sua Unidade de Três Lagoas, localizada no estado do Mato Grosso do Sul.  A cerimônia celebra o início oficial das obras de construção civil, que já estão em andamento.

O Projeto Horizonte 2, aprovado pelo Conselho de Administração da Fibria no dia 14 de maio, tem um investimento de R$ 7,7 bilhões (equivalente a cerca de US$ 2,5 bilhões). Ao longo dos dois anos de execução do projeto, serão criados cerca de 40 mil empregos diretos e indiretos. Durante o pico da obra, serão cerca de 10 mil trabalhadores. Quando entrar em operação, no último trimestre de 2017, a nova linha de celulose da Fibria terá 3 mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

Considerado um dos maiores investimentos privados do país com foco na exportação, o projeto de expansão da Fibria está previsto para entrar em operação no quarto trimestre de 2017. Com isso, a unidade da empresa em Três Lagoas terá sua capacidade de produção ampliada de 1,75 milhão de toneladas de celulose/ano para 3,05 milhões de toneladas de celulose/ano.

“A ampliação da unidade de Três Lagoas é um marco na história da Fibria, que retoma a sua vocação de crescimento com responsabilidade. O início das obras de construção civil é consequência de um projeto muito bem trabalhado, que já está com os principais contratos de fornecimento assinados. É com muito orgulho que estamos fazendo esse grande investimento no Brasil, gerando empregos, melhoria na qualidade de vida e desenvolvimento para Três Lagoas, para Mato Grosso do Sul e para o Brasil”, afirma o presidente da Fibria, Marcelo Castelli.

A celulose produzida pela Fibria em Três Lagoas, além de ser vendida ao mercado interno, é levada por transporte ferroviário até o Porto de Santos (SP), de onde é exportada para os mercados europeu, norte-americano e asiático. Somando todas as unidades da empresa, a capacidade total de produção passará dos atuais 5,3 milhões de toneladas de celulose/ano para mais de 7 milhões de toneladas de celulose/ano, consolidando a Fibria como a maior produtora mundial de celulose de eucalipto.

 

Histórico de investimentos

A execução do Projeto Horizonte 2 contará com cerca de 60 fornecedores locais e terá um impacto positivo nas finanças públicas, com a estimativa de arrecadação de impostos no valor de R$ 450 milhões durante a construção.

“Mais de R$ 7 bilhões investidos, criação de milhares de postos de empregos e de oportunidades para sul-mato-grossenses e brasileiros que terão na Fibria, uma das maiores e principais empresas do setor no planeta, sua chance de alicerçar uma vida próspera e digna. Esta nova unidade amplia não apenas a gigante e invejável capacidade de produção da companhia, mas solidifica Mato Grosso do Sul como destino confiável e seguro para investimentos privados, nacionais e internacionais”, diz o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

Em julho, a Fibria fechou a contratação de importantes pacotes de serviços, como infraestrutura, gerenciamento das obras, pátio de cavacos, linha de fibras, máquina de secar, caldeira de recuperação, evaporação, caustificação, forno de cal, válvulas, turbogeradores e todo o sistema de transmissão e distribuição de energia. Em setembro, foram firmados pacotes como o de Ilha de Águas, Planta Química, Prédios Temporários e de Gerenciamento da Central de Serviços Administrativos.

A estrutura de financiamento do Projeto Horizonte 2 envolve agências de créditos de exportação (ECAs), BNDES e Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). A Fibria também já realizou a contratação de US$ 400 milhões em empréstimo sindicalizado com instituições financeiras e emitiu R$ 675 milhões em Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). Além disso, cerca de 40% dos investimentos para a obra serão realizados com capital próprio da companhia.

 

Competitividade e Sustentabilidade

Assim como todos os projetos da Fibria, Horizonte 2 terá a sustentabilidade como princípio de negócio. O novo parque industrial terá processos produtivos ainda mais limpos, tendo toda a energia consumida gerada na própria fábrica, a partir de biomassa resultante do processo industrial. O projeto, além de gerar e consumir a própria energia, produzirá um excedente de 120 MWH, que contribuirá para o balanço energético brasileiro.

A Fibria conta ainda com uso eficiente dos recursos hídricos no processo industrial, considerando que cerca de 80% da água captada é reciclada e recircula entre 3,5 e cinco vezes no processo produtivo antes de ser tratada e devolvida ao meio ambiente.

Outra grande fonte de competitividade do Projeto Horizonte 2 refere-se ao acesso à madeira. Com a nova fábrica, a distância média da floresta para abastecimento da linha atual de produção e da nova linha na Unidade de Três Lagoas ficará em apenas 95 quilômetros.

 

Preocupação com as pessoas

A Fibria realizou a contratação de convênio médico com o Hospital Auxiliadora, de Três Lagoas, para atendimento aos prestadores de serviço que atuarão no Projeto Horizonte 2. O convênio prevê atendimento médico-ambulatorial para cerca de oito mil trabalhadores terceiros que atuarem no projeto. A Fibria manterá também um atendimento ambulatorial no canteiro de obras, com médicos e enfermeiros, evitando a sobrecarga no sistema médico de Três Lagoas.

“Desde o início de sua atuação em nosso município, a Fibria contribuiu com o desenvolvimento local, gerando grandes oportunidades de trabalho, qualificação de nossos profissionais, melhoria de nossos serviços e de nossa capacidade de progresso. Fico muito feliz por saber que Três Lagoas anda contra a crise que o país atravessa. Acreditamos na grande empresa que é a Fibria, que veio de fato para ficar e elevar Três Lagoas a uma das grandes cidades do país. Parabéns, Fibria. Sentimos orgulho por toda história desta empresa e recebemos com felicidade o Projeto Horizonte 2, que vem reafirmar o progresso nos cem anos de nosso município”, afirma a prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura.

Confira o vídeo com mais informações sobre o Projeto Horizonte 2 no link https://www.youtube.com/watch?v=hmpUQVSnPQo

 

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,75 milhão de toneladas de celulose por ano. A previsão é que a nova fábrica comece a operação no quarto trimestre de 2017. A companhia possui 967 mil hectares de florestas, sendo 563 mil hectares de florestas plantadas e 343 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países.

 

Informação à imprensa:

MATO GROSSO DO SUL – Performa

Fernanda Turco / Luciana Navarro

fturco@performa.com.br / Luciana.navarro@performa.com.br

Fone: (12) 98158.4205  / (67) 9803.7092

 

SÃO PAULO – FSB Comunicações

Paula Barcellos                               Cindy Correa                                       Fernando Antunes

paula.barcellos@fsb.com.br        cindy.correa@fsb.com.br                  fernando.antunes@fsb.com.br

11 3165-9589                                   11 3165-9570                                        11 3165-9612

 

 

<< VOLTAR