Contatos das Assessorias de Imprensa

Fleishman HillardNacional
Andrea Donadio
Tel.: (11) 3185 9934
Daniele Camba
Tel.: (11) 3185 9939
Célia Nogueira
Tel.: (11) 3185 9923
Pauta 6 ComunicaçãoES e BA
Rogéria Gomes
Tel.: (27) 3235 6996
Performa ComunicaçãoInterior de SP
Luciana Navarro
Tel.: (67) 3522 9838
(12) 99679 8423
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205
Performa ComunicaçãoMS
Luciana Navarro
Tel.: (67) 9803 7092
Laila Rebecca
Tel.: (12) 99679 8331
(67) 3522 9838
Fernanda Turco
Tel.: (12) 98158 4205

Atualizado em 07.04.2016

MídiaReleases

7 de abril de 2016 - Fibria incentiva estudantes de Aracruz a criarem projetos de melhoria para suas comunidades

reuniao-com-criancasAracruz (ES) – Crianças e jovens do município de Aracruz (ES) terão a oportunidade de transformar a realidade de suas escolas, bairro ou cidade a partir de ideias desenvolvidas por meio do concurso Desafio Criativos da Escola. A iniciativa faz parte do Programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE), que premiará as histórias mais inspiradoras. O PVE é um programa do Instituto Votorantim destinado a contribuir com a melhoria da qualidade da educação nos municípios com operações das empresas do Grupo Votorantim, representado no Espírito Santo pela Fibria.

Com o tema “Um futuro com a sua cara”, o concurso envolve 30 escolas municipais de Aracruz. No dia 1º de abril, jovens selecionados pelo Grupo de Mobilização participaram de uma reunião de sensibilização, em Aracruz. “A oficina com os jovens teve como objetivo explicar o projeto, estimulando-os a pensar em ideias de melhorias e atuar como multiplicadores da iniciativa em suas escolas e junto aos projetos que atuam”, explicou a consultora de Sustentabilidade da Fibria, Sandra Martins de Oliveira.

Podem participar do concurso estudantes de 9 a 16 anos de escolas municipais e educadores, além de organizações não-governamentais, associações comunitárias e outros. Eles deverão identificar um problema ou algo que seja passível de melhoria na escola, bairro ou na cidade e criar um plano para mudar a realidade local. Os projetos podem estar relacionados a questões sociais, culturais e ambientais, entre outros temas. As inscrições estão abertas e vão até o dia 15/10/2016.

A premiação ocorrerá em três categorias: Destaque Municipal, Destaque PVE e Destaque Nacional. Na primeira, serão selecionados até dois projetos em cada um dos 18 municípios dos 11 estados participantes do PVE. As crianças e jovens dos projetos escolhidos receberão R$ 1.500 para celebrar a premiação com sua escola e comunidade e dois educadores envolvidos ganharão R$ 500 para participar de cursos.

Para o Destaque PVE, será selecionado um projeto dentre os destaques municipais. Os representantes ganharão uma viagem para um destino surpresa no Brasil, para participar do encontro nacional Desafio Criativos na Escola. Já os educadores, crianças e jovens vencedores dessa categoria integrarão oficinas realizadas pelo Canal Futura no município.

O Destaque Nacional selecionará dez projetos dentre todos os enviados pelos municípios participantes. Haverá prêmios de R$ 500 para participações em cursos de dois educadores, R$ 2 mil para crianças e jovens celebrarem a premiação em sua escola e comunidade e uma viagem para um destino surpresa para representantes do projeto participarem do encontro nacional do Desafio Criativos da Escola. O regulamento do concurso pode ser conhecido no site www.criativosdaescola.com.br.

 

Formação – Além do trabalho de mobilização de crianças e adolescentes, que inclui o concurso Desafio Criativos da Escola e consultas lúdicas com esse público para discutir a educação no município, o PVE 2016 conta com uma frente de formação das equipes das escolas. Em Aracruz, os primeiros encontros com técnicos da Secretaria Municipal de Educação, diretores e coordenadores foram realizados nos dias 30 e 31 de março.

O tema escolhido para ser trabalhado este ano com 30 escolas de Aracruz é “Avaliação e aprendizagem”. No dia 31 de março, o programa realizou uma capacitação com os diretores das escolas do município. Uma das participantes foi a diretora da Escola Ezequiel Fraga Rocha, Penha Flores, que elogiou o fato de o programa ser voltado para a formação a longo prazo. “O que vemos aqui é algo que aprendemos, fazemos e continuamos colocando em prática”, comentou Penha.

 

<< VOLTAR